Mulheres de Aratiba comemoram seu dia

278

Na tarde do dia 08 de março, no Salão Paroquial de Aratiba, aproximadamente 1.000 mulheres se encontraram e juntas celebraram o dia a elas dedicado.

O Evento contou com a presença de autoridade regionais e locais e as palestas dos profissionais: Dr. Leonice Aparecida de Fátima Alves Pereira Mourad e Cândido Falcão.

Sr. Nádia Fiabani da Rosa, onde em sua fala destacou a relevância e competência das mulheres para governarem seus lares, empresas e setores públicos.

Segundo o Prefeito Municipal “a mulher com competência e diferencial se insere na sociedade, atuando em diferentes papéis, superando as expectativas e alavancando a economia, impulsionando a vida da família, tendo representatividade e sucesso em tudo o que faz”.

O Pároco da Paróquia São Tiago e Diretor da Rádio Aratiba, Pe. Dirceu Balestrin contemplou o momento com espiritualidade, esta que em forma de oração se faz presente no dia a dia de todas as mulheres, que acreditam em seu potencial e acima de tudo em um Ser Superior.

A Professora Dr. Leonice Aparecida de Fátima Alves Pereira Mourad, da UFSM, fez referência ao contexto histórico que tornou hoje a mulher o que ela é. “Fortalecida ou machucada, somos o reflexo e a construção de muitas lutas e inquietudes, muitos momentos de vitórias e retrocessos em que a história se moldou muitos preconceitos e crenças que nos desintegraram e agrediram nossa verdadeira essência de mulher”. Temos hoje ainda a marca das diferenças e julgamentos, das incompreensões e das diferentes formas de acesso às oportunidades.

Porém temos a determinação e a força de perseverar, nos impormos e lutar pelo que é nosso de direito: de sermos nós mesmas, com o direito de ser feliz.

Esse resgate das diferentes formas de lutas e nos cenários mais adversos do contexto social e histórico é determinante para que possamos entender nossas evolução social e compreender ainda mais nosso íntimo.

O Palestrante Cândido Falcão iniciou sua temática em ritmo descontraído, desafiando o público feminino a levantar de suas cadeiras e dançar. Salientou a importância de a mulher despertar para o cuidado de si mesma, de desafiar-se a curtir sua beleza e admirar todo seu potencial.

Destacou o papel da mulher no lar, como esposa e mãe, e de como a mesma é o referencial de toda a sociedade, carente de atenção e afeto.

Fez a referência “às grandes mulheres” ou simplesmente as mulheres ideais, e destacou que em sua simplicidade e da maneira de ser, as mulheres de todos os dias, de nossa rotina diária e que fazem a diferença são os mulherões que devemos admirar. Não pela beleza física e perfeição do corpo, nem pelo fino trato, mas pela bravura e determinação e por lutarem a cada dia pela superação de suas dificuldades.

Na oportunidade presenteou algumas mulheres com rosas vermelhas valorizando assim a história de vida, superação e a longevidade destas mulheres.

Após houve confraternização onde puderam entre si compartilhar momentos agradáveis.