Quase dois mil títulos cancelados nas zonas eleitorais de Erechim

90

Quase dois mil eleitores das duas zonas eleitorais com sede em Erechim, e que abrangem outros 13 municípios da região tiveram seus títulos de eleitor cancelados por falta de biometria. Essas pessoas não poderão votar neste domingo. Vale lembrar que, com exceção de Erechim, o cadastramento biométrico foi obrigatório nestas outras cidades abrangidas pelas zonas eleitorais 148 e 20.

Dos 32 municípios da Amau, apenas os eleitores de Erechim e Getúlio Vargas não precisaram fazer o recadastramento biométrico, e nestas duas cidades, mesmo quem não registrou a biometria poderá votar apresentando documento com foto. A 20ª zona eleitoral, que abrange seis municípios da região, teve 475 títulos cancelados e a zona 148 que trabalha com sete cidades somou 1358 títulos cancelados. No Estado, foram 167 mil cancelamentos. Quem teve o título cancelado agora precisa prestar atenção. Será necessário procurar o cartório eleitoral e atualizar o cadastro, mas mesmo que faça isso ainda nesta semana, não poderá votar no domingo. O chefe de cartório da 20ª Zona eleitoral de Erechim, Mateus Campos Felipe explica que quem está nessa situação deverá procurar o cartório eleitoral portando documento de identificação, numero do CPF e comprovante de residencia. “Com isso, o eleitor já pode regularizar a sua situação, mas quem passou esse período, não vai poder votar nesse ano”, explica.

Os cadastros foram finalizados 150 dias antes da data das eleições, portanto, o eleitor que teve o título cancelado só terá sua regularização após o segundo turno, no dia 5 de novembro. A biometria tem como objetivo evitar fraudes e dar mais segurança nas eleições. Na hora de votar o eleitor é identificado através de suas impressões digitais, assim ninguém poderá votar no seu lugar.