Sete coisas para saber sobre tireoide

0
35
Male thyroid anatomy

Se você acha que só precisa ficar atenta à tireoide quem tem alterações no funcionamento dela, prepare-se para mudar completamente de ideia ao terminar de ler os sete dados listados a seguir pela endocrinologista Carmen Pazos, presidente do departamento de tireoide da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia:

1. A tireoide atua no peso, na regulação dos ciclos menstruais, na fertilidade, na concentração, no humor e no controle emocional.

2. Quando a tireoide não funciona da maneira correta, pode liberar hormônios em quantidade insuficiente, causando o hipotireoidismo, ou em excesso, ocasionando o hipertireoidismo. Nessas duas situações, o tamanho da glândula pode aumentar, o que é conhecido como bócio.

3. O coração de quem tem hipotireoidismo bate mais devagar e o intestino não funciona da maneira correta. Outros sintomas são diminuição da memória, cansaço excessivo, dores musculares e articulares, sonolência, aumento do colesterol no sangue e depressão.

4. Já no hipertireoidismo, que geralmente leva ao emagrecimento, o coração dispara, o intestino solta, a pessoa fica agitada, fala demais, gesticula muito, dorme pouco e sente-se cheia de energia mesmo estando cansada.

5. Disfunções na tireoide podem acontecer em qualquer fase da vida. Por isso, procure um médico diante desses sintomas para fazer exames de sangue, com dosagem de TSH e hormônios tireoidianos.

6. Se ao apalpar a região logo abaixo do pomo de adão, popularmente conhecido como gogó, sentir um nódulo, marque uma consulta com o especialista. Para confirmar ou descartar a presença de câncer, é feita uma série de testes, aí incluída a ecografia. A boa notícia é que a maioria desses nódulos não traz repercussão clínica alguma.

7. Estima-se que 60% dos brasileiros tenham nódulos na tireoide em algum momento da vida. Mas isso não significa que sejam malignos – apenas 5% são cancerosos.