Você come rápido? Saiba que isso pode causar diabetes

711

Recentemente, pesquisadores da Escola de Medicina da Universidade Dokkyo, do Japão, conduziram um estudo para analisar como a velocidade na ingestão de alimentos pode influenciar no surgimento ou agravamento do diabetes.

O estudo analisou cerca de 9 mil membros da comunidade, com idades entre 40 e 75 anos, que não apresentavam síndrome metabólica em 2008, ou seja, a combinação de três fatores como resistência à insulina, valores baixos de HDL (colesterol bom) e elevados de LDL (colesterol ruim), além de níveis aumentados de triglicérides e ácido úrico.

Os investigadores seguiram com a pesquisa até 2011 para determinar como a velocidade da alimentação e o aumento da incidência da síndrome metabólica estavam relacionados. E como resultado encontraram uma relação significativa entre a rápida ingestão de alimentos, o colesterol HDL (bom) e a circunferência da cintura.

Ou seja, aquela velha história de comer devagar, mastigar no mínimo uma quantidade certa de vezes tem uma razão científica, podendo ser uma opção de vida importante para a prevenção da síndrome metabólica, assim como fazem os sábios japoneses.