Aumento da contribuição previdenciária valerá também para servidores ativos nomeados antes de 2016

168

Não serão apenas os servidores aposentados que terão aumento de contribuição previdenciária se a Assembleia aprovar o projeto que deve ser encaminhado ao Legislativo até o final de outubro. Os ativos que ingressaram no Estado antes da reforma previdenciária de 2016, que limitou as aposentadorias ao teto do INSS, também pagarão mais.

A informação, obtida pela coluna com fontes do governo, foi confirmada pelo governador Eduardo Leite nesta terça-feira (8).

Esse projeto depende da promulgação da reforma da Previdência que tramita no Congresso e prevê a aplicação de tabela progressiva, com alíquotas de até 22%. O Piratini optou pelo máximo de 18%, para a parcela que exceder os R$ 20 mil.

As mudanças valerão para todos os poderes. Na prática, um aposentado que ganhe o teto de R$ 35,5 mil, pagará 16,5% de previdência.

Hoje, os ativos que entraram antes de 2016 pagam 14% sobre todo o salário. Os novos são limitados ao teto do INSS (R$ 5.839,45). Os inativos são isentos até o teto do INSS . Acima desse valor, pagam 14%.

Pela proposta apresentada aos deputados, a cobrança passará a ser feita a partir de um salário mínimo (14%) e será progressiva, nos moldes da tabela do Imposto de Renda.