Conheça as causas das úlceras aftosas

2440

O especialista em saúde bucal e Estomatologia, Dr. Sérgio Kignel, lista as principais causas e tratamentos para úlceras aftosas – problema que pode durar até três semanas e atinge cerca de 20% da população.

Aftas se caracterizam por lesões dolorosas na mucosa bucal – língua, bochecha ou gengivas, geralmente benignas, causando desconforto no local. Comuns em qualquer idade, essas úlceras normalmente medem até 1 cm de diâmetro, são de cor branca e permanecem na cavidade bucal de duas a quatro semanas.

Embora sejam desconhecidas as causas exatas do surgimento de aftas, alguns fatores são determinantes para o problema. Confira a seguir:

– Ingestão de alimentos ácidos, como frutas cítricas.

– Ausência nutricional no organismo, como vitamina B12, ferro e ácido fólico.

– Estresse emocional.

– Fatores genéticos.

– Abandono do hábito de fumar.

– Em caso de mulheres, tensão pré-menstrual.

Tratamento
A administração de pomadas analgésicas específicas para uso oral, bochechos com medicamentos anti-inflamatórios e corticóides tópicos durante alguns dias já solucionam o problema. Em casos extremos, é possível ministrar aplicações de laser que potencializam a cicatrização e aliviam a dor por sua ação analgésica. De qualquer forma, é importante lembrar que as aftas são lesões recorrentes, ou seja, são capazes de retornar periodicamente.

“Não há motivo para alarmar-se com o surgimento de lesões aftosas, porém, se o problema aparecer com muita frequência e, principalmente, se não houver diminuição dessas lesões em até 3 semanas, é importante consultar um especialista para diagnóstico correto e realização de biópsias capazes de detectar outros tipos de doenças”, alerta especialista em saúde bucal e Estomatologia, Dr. Sérgio Kignel.