IGP deve começar a funcionar no próximo mês em Erechim

122

Reivindicação de lideranças há vários anos, como de movimentos locais e regionais, o Instituto Geral de Perícias (IGP) deve, depois que alguns detalhes sejam sanados, entrar em funcionamento nas salas locadas pelo município junto ao Seminário Nossa Senhora de Fátima de Erechim.

Detalhes foram levantados em reunião, ocorrida no futuro local, na tarde desta segunda-feira (15), com a presença do Coordenador Regional do IGP, Ricardo Telló Durks, do presidente do CONSEPRO, Miguel Gotler, do chefe de gabinete do prefeito de Erechim, Roberto Fabiani, Jaime Pereira, médicos legistas, peritos e estagiários.

Conforme Ricardo, há a necessidade de se sanar detalhes administrativos. Para os trabalhos na unidade de Erechim serão dois médicos legistas, sendo que um é natural de Minas Gerais e já se encontra em Erechim, faltando outro, dois peritos criminalistas e mais dois ou três técnicos. Depois de tudo estruturado, as necropsias serão realizadas em Erechim.

Para Miguel Gotler, presidente do CONSEPRO, há a necessidade de mais peritos junto ao IGP de Erechim e, para tanto, busca a mobilização de lideranças políticas através da Associação de Municípios do Alto Uruguai (AMAU) para esta reivindicação. “Devemos agendar uma audiência com o secretário de Segurança do Estado”.

Para ele, a unidade de Erechim, conforme as instalações oferecidas pelo município, será uma das melhores do Estado, seja na acessibilidade, da qualidade do imóvel, como das instalações internas. “Temos todo o apoio dos Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário”.

Ricardo pontuou, ainda, que a clínica deverá entrar em funcionamento no próximo dia 05 de novembro e a PI posteriormente. Na oportunidade também alertou que a futura entrada para o IGP será pela Avenida Dom João Hoffmann, antigo estacionamento da Universidade Federal da Fronteira Sul.